Viaje comigo!

Quer saber das novidades?! Se cadastre e receba as dicas direto no seu e-mail! É uma alegria poder compartilhar minhas amabilices com você!

COMO VIAJAR MAIS EM 2019!

Quantas vezes você já falou essa frase?

“Ah, eu queria tanto viajar mais!”.

E, na sequência, emendou um:

“mas ______  (insira aqui as suas motivações)”.

A gente sabe que a vida é feita de prioridades e que administrar boletos, imprevistos e os gastos do dia a dia exigem jogo de cintura e planejamento. E é bem nessas qualidades que está o segredo para viajar mais!

Jogo de cintura

Vamos começar com uma pergunta: quando você viaja, escolhe super hotéis ou está disposto a se aventurar por modos de hospedagem alternativos?!

Muita gente viaja e não paga pela estadia. Como?! Usando o Couchsurfing, por exemplo, que é um site de relacionamento em que pessoas disponibilizam o “sofá” – como o próprio nome sugere – para que os viajantes possam passar uma ou mais noites.

Pareceu muito hipponga para você? Outra opção econômica são os hostels, modalidade de hospedagem compartilhada em que você paga pela cama e não pelo quarto. Aí, é você quem decide o perfil do hostel e a quantidade de pessoas com quem está disposto a dividir o dormitório. Eu já fiquei de quarto privativo (com cara de hotel!) até quarto compartilhado com 20 meninas, passando pelo dormitório misto de 12 camas. É uma baita experiência! Aquela oportunidade perfeita para fazer amizades quando você está viajando sozinho.  

Ainda não é o seu perfil? O AirBnb é uma plataforma de aluguel de quartos e/ou apartamentos inteiros. Eles vêm mobiliados e prontinhos para se hospedar. A quantidade mínima de dias depende do host. É cobrada uma taxa de limpeza e uma de serviço. No entanto, mesmo assim, costuma ser mais barato do que se hospedar em hotel.

apartamento-paris (1)

Não abre mão de uma portaria 24 horas e daquele café da manhã caprichado?! Fique de olho nas promoções dos hotéis. Grandes redes vivem fazendo promos incríveis! Dá também para pesquisar hotéis mais simples com localização estratégica para o seu roteiro.

Agora, se o que você curte mesmo é um resort caprichado, vamos para a próxima qualidade que VIAJAR MAIS exige:

Planejamento

Estamos em janeiro. Quem viajou já voltou com todo o gás. Quem não viajou, provavelmente, se pegou pensando em algum momento: nas próximas férias eu não vou ficar em casa!

Aí, entra a capacidade de pensar a longo prazo e de se organizar. Reza uma das regras da economia que o investimento da nossa renda deve ser: 50% para gastos mensais essenciais (aluguel, transporte, luz, água e afins), 20% para prioridades financeiras (pagamento de dívidas, aplicação na poupança e investimentos) e 30% para lazer (cinema, cervejinha com os amigos e VIAGENS!).

Faça a conta aí: se a sua renda hipotética for de um salário mínimo (R$998,00), os 30% representam R$299,40. Olhando assim, parece ousado, né?! Então, vamos colocar uma margem de segurança: 20%, que daria R$199,60. Em um ano, se você economizar 20% de um salário mínimo, você terá R$2.395,00. Valor suficiente para passar 4 dias em resort all inclusive fora de temporada e até para ir para os Estados Unidos.

Nova Iorque | Rockfeller Center
Nova Iorque | Rockfeller Center

Falando em fora de temporada…

Se sua agenda for flexível, certamente será mais fácil encontrar melhores preços. É a lei da oferta e procura – quanto mais gente procurando, mais caro fica. No entanto, se você só pode viajar em feriados e períodos de férias escolares,  a dica é se programar e reservar com antecedência.

Caso você tenha dificuldades em economizar e esperar para decidir quando tiver o montante total, se comprometa! Compre um pacote parcelado, divida as passagens no cartão! Óbvio, tudo dentro dos 30% citados ali em cima! Às vezes, a gente precisa assumir o compromisso para não trocar o dinheiro da passagem por aquela blusinha ou celular novo.

Não deixe para depois!

Tem uma grana sobrando, mas acha que precisa de 20 dias para fazer uma viagem?! Pare e repense: um fim de semana pode ser muito promissor! Há muitos destinos que podem ser explorados em pouco tempo. Pesquise destinos próximos da sua casa, no seu estado. Já falei sobre destinos que não demandam tantos dias AQUI, numa sugestão para feriados curtos. 

feriado2

Otimize esforços (ganhos!)

Entre no programa de pontos do seu cartão de crédito. Já que você vai gastar de qualquer forma, junte o útil ao agradável e acumule pontos para investir na sua próxima viagem!

Pesquise, pesquise e pesquise. Quanto mais pesquisar, maiores as chances de descobrir novos destinos – não tão procurados – que podem surpreender.

E se mantenha aberto às possibilidades. O restaurante desconhecido que você encontrou naquela esquina pode ter o melhor pato que você (nunca) comeu! O show gratuito da praça pode ser mais emocionante que o super festival caríssimo. O sanduíche da barraquinha local te permite mergulhar nas delícias da gastronomia sem gastar horrores.

É só uma questão de se planejar – e se permitir!!!

Qual foi a última vez que você se permitiu viajar num estilo diferente?! (Quem sabe 2019 seja o momento!).

 

Autor(a) do post
Amabyle Sandri

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram

Siga o Amabilices no Instagram e acompanhe em tempo real todas as nossas viagens e aventuras por esse mundo lindo.

Junte-se ao Instagram