Viaje comigo!

Quer saber das novidades?! Se cadastre e receba as dicas direto no seu e-mail! É uma alegria poder compartilhar minhas amabilices com você!

Os encantos da Feira de San Telmo

Imagine uma rua. Acrescente uma barraquinha. E mais uma. E outra. Pense nessa sequência por mais de 1 km. Barraquinhas dos dois lados, lado a lado, com artesanato, quadros e antiguidades. Esse grande mercado de pulgas a céu aberto existe e é realizado todos os domingos, desde 1970, em Buenos Aires.

Se você imaginou um cenário tranquilo, reformule! A feira – que começou na Plaza Dorrego, numa tentativa despretensiosa de vender itens antigos – transformou a rua Defensa num verdadeiro formigueiro humano.

Desafiando as leis da física (cada pessoa ocupa 1/4 de lugar no espaço nos horários mais movimentados), o passeio é aquele exercício de cultura, história, suor e lágrimas a cada pisão no pé. Reza a lenda que mais de 10 mil pessoas passam por aqui todos os domingos. Brincadeiras à parte, vá preparado: calçados confortáveis, roupas frescas e uma garrafa de água são mais que bem-vindos no verão.

FST5

Cada barraca oferece um convite a uma viagem no tempo, na literatura e na cultura da cidade. Difícil listar todos os itens que você vê expostos ao longo do trajeto. Dos tradicionais imãs de geladeira, passando por plaquinhas com o nome das ruas (para sinalizar, na sua casa, onde a saudade faz morada), com direito a louças que coloriram as mesas das árvores genealógicas argentinas, calçados e bolsas em couro, roupas e o que mais você (não) for capaz de imaginar.

É daquelas experiências que marcam – e garantem que a família inteira vá ganhar algum regalo dos hermanos. Sim, a oferta faz com que os preços sejam bem convidativos.

Você pode começar o tour pela feira no trecho da rua que sai da lateral da Plaza de Mayo, quase em frente à Casa Rosada e ir caminhando até a Mafalda. Numa pernada boa, você chegará à icônica e polêmica estátua fofa dessa incansável personagem pensadora.

A Feira de San Telmo é realizada todos os domingos das 10h às 17h. Cedinho, o movimento é menor. Fique atento aos seus pertences (locais com muita movimentação sempre exigem mais atenção!) e se entregue aos encantos antropológicos da feirinha!

Autor(a) do post
Amabyle Sandri

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram

Siga o Amabilices no Instagram e acompanhe em tempo real todas as nossas viagens e aventuras por esse mundo lindo.

Junte-se ao Instagram