Viaje comigo!

Quer saber das novidades?! Se cadastre e receba as dicas direto no seu e-mail! É uma alegria poder compartilhar minhas amabilices com você!

PANTANAL: DICAS GERAIS

Pantanal em verbos: pesquisar, avaliar, vivenciar, contemplar! Por que?! Como eu disse no primeiro post sobre o destino, a extensão da região pantaneira é surreal. Abrange três países, dois estados brasileiros e há inúmeras formas de conhecer as paisagens.

Pesquisar

Antes de decidir a forma para desbravar o Pantanal, pesquise! Leia, veja os mapas e, sobretudo, converse com moradores da região. Na época das cheias (janeiro a março) e das enchentes (outubro a dezembro), muitas fazendas ficam ilhadas, estradas, submersas, e o acesso é dificílimo – quando, não, impossível.

A cada mil metros, há uma ponte de vazante - por conta das pontes.
A cada mil metros, há uma ponte “de vazante” – por conta das enchentes.

Eu optei pelo tour personalizado oferecido pela Pousada do Peralta Pousada do Peralta. Peralta e o filho Gian dirigem os carros (duas Lange Rover Defender, equipadas para o passeio) pelas estradas – que eles conhecem como ninguém. O roteiro é feito pela Estrada Parque, que tem 120 quilômetros e pode ser acessada tanto por Corumbá quanto por Campo Grande.

No caso do meu grupo (estávamos em quatro), fomos de van até o Buraco das Piranhas – um entroncamento com a rodovia MS 184 -, e, então, embarcamos no jipe, para o começo da aventura.

Se você está pensando em ir de carro, sugiro dar uma olhadinha nos trajetos sugeridos pelo UOL. O post tem orientações para quem pretende pegar a estrada a partir de São Paulo ou Brasília.

Campo Grande, Corumbá e Cuiabá são as “cidades-referência” para visitar o Pantanal. As três possuem aeroporto e voos regulares.

Avaliar

O Pantanal oferece diversos padrões de hospedagem. Nenhum é lá tão fácil de encontrar por conta. (Exceto os super-hotéis-resorts-caríssimos). Numa busca rápida no Booking você vai entender do que estou falando.

Para economizar trabalho… vou dar três sugestões – que conheci pessoalmente!

Visitei a Pousada São João Ecotur, o Passo do Lontra Parque Hotel e me hospedei na Fazenda Abobral. As três opções de hospedagem são muito distintas.

HOSPEDAGEM

A Fazenda Abobral é exclusividade da Agência de Turismo do Peralta. Ideal para quem quer vivenciar o clima pantaneiro, a Fazenda conta com uma estrutura de três quartos que abrigam até nove pessoas. Há também uma edícula com sala de TV e estar e cozinha. Quem cuida das refeições são os caseiros da fazenda – o que garante o sabor típico do Pantanal. Pertinho dos quartos, o hóspede encontra um lago, onde é possível pescar e observar os jacarés; cavalos; e uma área ideal para birdwatching.

abobralI

Na Pousada São João Ecotur há duas opções de hospedagem: quartos ou redes. Isso mesmo! Lá, é possível alugar seu cantinho (paninho?) em um redário. Como um hostel hippie. E, aparentemente, a primeira escolha dos gringos! São seis apartamentos que abrigam de uma a cinco pessoas e o redário com capacidade para 60 redes (divididas em dois espaços 20 | 40). Em ambos os casos a pensão é completa (bebidas à parte). A Pousada oferece cavalgada, pescaria, safári, birdwatching, caminhada noturna, luau e sunrise (caminhada no nascer do sol). As atividades estão disponíveis para não-hóspedes também. Saiba mais no site.

sãojoão

Já o Passo do Lontra Parque Hotel é a alternativa mais luxuosa das três. A estrutura oferece 18 chalés (duplo, triplo, quádruplo e quíntuplo), 4 apartamentos para duas, três ou quatro pessoas e o apart-hotel, com capacidade para seis ou oito pessoas. O hotel oferece uma variedade de pacotes que incluem day use, caminhadas e até pescaria. Aqui, você pode fazer o passeio fluvial pelo rio Miranda e, se preferir um contato mais “próximo” com a natureza, a dica é a canoa canadense. Veja mais. http://www.passodolontra.com.br/passo-do-lontra/passeios

Legal saber: no tour organizado pela Agência do Peralta, você pode se hospedar na Fazenda Abobral e fazer os passeios da Pousada São João e do Passo do Lontra Hotel. Outro detalhe importante é que a Pousada e o Hotel pertencem ao mesmo grupo, logo, os hóspedes têm transfer garantido entre as duas propriedades. Ou seja: você pode escolher de acordo com o seu perfil de viagem. Mais intimista? Aventureiro? Luxuoso?  

Vivenciar

Sem dúvidas, a experiência no Pantanal é muito intensa! É um local para curtir com completude, sem restrições. Aí, alguns cuidados são legais. Como o citado no começo do post… a época escolhida fará toda a diferença. Fui em meados de agosto. O clima estava ameno, as águas, baixas e a temperatura foi ideal para passear. À noite, fez, inclusive, frio! (Pasmem!). No entanto, já li relatos de famílias que foram na época de cheia, no auge do verão, e as crianças não se adaptaram.

Evite surpresas: escolha o mês mais apropriado, a hospedagem que melhor se enquadra ao seu estilo e a forma de locomoção que julgar mais conveniente. Particularmente, embora eu curta uma aventura “solo”, o Pantanal não teria sido o mesmo sem o Peralta como guia. Conhecedor da região, da fauna e flora, ele passa a tranquilidade necessária para curtir e aprender, sem preocupações. Saiba mais sobre o Peralta e a Pousada dele em Bonito neste post.

Foto: Diego Oliveira | Studio 45 Graus
Foto: Diego Oliveira | Studio 45 Graus

Contemplar

Para contemplar as belezas do Pantanal dois itens são essenciais: protetor solar e repelente! Sem esses dois produtos, você vai se incomodar. Portanto, coloque no topo da check-list. Por último – e não menos importante – verifique se sua vacina da febre amarela está em dia. Ah, alguém vai me parar e pedir pra ver a carteirinha de vacinação?! Bem provável que não! mas, né?!  O Mato Grosso do Sul está na lista de estados que exigem o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). A vacina precisa ser tomada até dez dias antes da partida. Uma informação legal que o Ministério da Saúde disponibiliza no site: “O CIVP pode ser obtido nos Centros de Orientação ao Viajante da Anvisa, com o Cartão Nacional de Vacinação e um documento de identificação oficial com foto. O Brasil possui acordos internacionais que dão aos brasileiros o atendimento nas redes públicas de saúde estrangeiras”. Saiba mais aqui!

Devidamente informados?! Agora, é só planejar!!!! E curtir, muiiiito, o Pantanal!

Autor(a) do post
Amabyle Sandri

Comentários

2 Comentários
  1. postado por
    vannameir@gmail.com
    fev 20, 2018 Reply

    Boa noite

    Amabyle sua pagina contribuiu muito para conhecer alguns detalhes do pantanal.

    São informações de grande utilidade para quem deseja conhecer o pantanal.

    • postado por
      Amabyle Sandri
      fev 21, 2018 Reply

      Olá!!! Fico muito feliz em saber disso!!! Espero que você tenha uma encantadora viagem pelo Pantanal! Sem dúvidas será uma experiência inesquecível! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram

Siga o Amabilices no Instagram e acompanhe em tempo real todas as nossas viagens e aventuras por esse mundo lindo.

Junte-se ao Instagram