Viaje comigo!

Quer saber das novidades?! Se cadastre e receba as dicas direto no seu e-mail! É uma alegria poder compartilhar minhas amabilices com você!

UMA VOLTA PELO PANTANAL

Quando você acessa o banco de imagens da sua mente, numa pesquisa pelo Pantanal, quais cenas encontra? Mata exuberante, animais selvagens, revoada dos pássaros no horizonte durante aquele pôr do sol de tirar o fôlego?

No meu caso, a lista era extensa. Quando o Cícero Peralta (dono da Pousada do Peralta , onde fiquei hospedada em Bonito, Mato Grosso do Sul) contou sobre o safári que ele faz pelas terras (e águas!!) do Pantanal, a imaginação providenciou o teletransporte imediato. Mas, nada comparado à sensação de estar, de fato, lá, envolta pelo ar pantaneiro.

5
O Pantanal tem mais de 3.500 espécies de plantas – aquáticas (higrófilas) e de terra firme (xerófilas). Por isso, é comum ver excursões para pesquisas e estudantes rondando a região.

Momento-informação: o Pantanal é a maior planície inundável do mundo. São 250 mil quilômetros quadrados (imagine aí: um quilômetro quadrado é equivalente a DEZ quadras. Basicamente, terra-e-água que não acabam mais). Esse bioma todo não é exclusividade nossa. Embora cerca de 60% estejam concentrados nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, uma parte do Pantanal está localizada na Bolívia e no Paraguai.

As paisagens que você vai ver por aqui fazem parte dessa área considerada, desde 2001 pela UNESCO, como Patrimônio Natural da Natureza. De outubro a abril, as águas dos rios da bacia do Paraguai sobem e inundam dois terços da região pantaneira. De junho a setembro é época de seca, quando as águas voltam ao curso natural.

4
Jeep usado pelo Peralta nos safárias realizados na Estrada Parque.

Visitei o Pantanal em agosto. Um mês bacana para pescar (como o espaço alagado diminui, a quantidade de peixes é muito grande, o que facilita a pesca), para os safáris – já que durante a cheia não é possível chegar a determinadas fazendas – e para fazer passeios a cavalo. O destino é ideal para quem curte natureza e busca se sentir parte-do-ecossistema – impossível não se sentir assim nessas terras.

Esse texto é para pincelar algumas informações e deixar você curioso. No próximo post, contarei como foram os dois dias que passei por lá! Tem dicas?! Deixe nos comentários!

 

 

Autor(a) do post
Amabyle Sandri

Comentários

1 Comentário
  1. postado por
    DICAS SOBRE O PANTANAL | BLOG AMABILICES
    jan 20, 2017 Reply

    […] em verbos: pesquisar, avaliar, vivenciar, contemplar! Por que?! Como eu disse no primeiro post sobre o destino, a extensão da região pantaneira é surreal. Abrange três países, dois estados […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram

Siga o Amabilices no Instagram e acompanhe em tempo real todas as nossas viagens e aventuras por esse mundo lindo.

Junte-se ao Instagram